É muito provável que você já tenha visto alguma peça de amigurumi, mas não sabia que esse era o nome dado a esse tipo de item de decoração. Pois então, para que você não esqueça nunca mais, vamos aprender um pouquinho sobre como fazer amigurumi e sobre a sua história.

O amigurumi, ou boneco de crochê, que é a sua tradução, são peças decorativas feitas com crochê. A principal característica do amigurumi é o seu design delicado e fofo, o que conquista adultos e crianças.

Basicamente, o amigurumi é uma peça de feltro ou de pelúcia, que forma uma estrutura que pode variar entre animais, personagens e, até mesmo, frutas e legumes. A proposta é criar uma base mais firme, usando o revestimento de uma manta de crochê ou tricô. Após, usar um enchimento, de modo a finalizar a decoração de um modo sutil e gracioso.

As pessoas que são adeptas do crochê se dão muito bem fazendo amigurumis. Mas, se esse não é o seu caso, não se preocupe. Não é difícil aprender os pontos utilizados para a fabricação do amigurumi e, com prática, você logo estará dominando essa arte. Falaremos mais sobre eles daqui a pouquinho.

Por enquanto, vamos continuar aprendendo mais sobre a história do amigurumi e sobre como essa arte está conquistando adeptos por todo o mundo!

A história do amigurumi

Você deve ter percebido que o nome “amigurumi” não é tão comum aos ouvidos, não é mesmo? Isso porque, essa nomenclatura é a original, criada no país onde a técnica surgiu: o Japão. A tradução seria algo em torno de “bicho de pelúcia feito de crochê. Portanto, a técnica do amigurumi é usada para a criação de bichinhos para a decoração.

Criar bichos de pelúcia é uma atividade de muitos séculos. No entanto, no Japão, principalmente a partir dos anos 80, houve um crescimento da procura por esse tipo de item de decoração, mas que apresentasse características mais “kawaii” (fofas). Isso porque, a famosa Hello Kitty começava a fazer sucesso e o seu design mais simples, ao mesmo tempo delicado, ganhou os corações dos japoneses.

Surgiu, assim, a técnica do amigurumi. Não tardou para que essa arte se popularizasse por lá, se tornando procurada e reproduzida por muitas pessoas. Além da já citada Hello Kitty, muitos outros personagens ganharam as suas versões em amigurumi. Indo além, a técnica se espalhou para os animais, alimentos e bonecos, principalmente com características antropomórficas.

Com o aumento do interesse pela cultura japonesa e, consequentemente, com a sua difusão para o ocidente, o amigurumi chegou em nossas terras. Eles conquistaram o coração dos brasileiros quase que imediatamente, o que justifica o aumento de sua popularidade e, com isso, a possibilidade de ganhar um dinheirinho com essa arte.

Lenda do amigurumi: ele traz sorte!

como fazer amigurumi em casa

A cultura japonesa é riquíssima, isso todos sabemos. No entanto, o que mais encanta a todos nós, é justamente a quantidade de significado que eles atribuem à itens simples, tornando-os mais ricos em história e com um misticismo que aguça a nossa curiosidade. Pois isso também acontece com os amigurumis.

No Japão, presentear alguém com um amigurumi é considerado louvável. Isso porque, para eles, os amigurumis possuem um significado muito especial: eles atraem boa sorte e prosperidade para quem os receber!

Tudo o que é produzido com as mãos, recebe a energia das pessoas. No Japão, o ato da criação manual é levado muito à sério, principalmente pelo fato de que muitas dessas técnicas são passadas por gerações dentro das famílias. Logo, os criadores de amigurumis, ao fazê-los, intencionam boas energias e desejos de prosperidade a quem irá receber essa peça.

Por isso, presentear alguém com um amigurumi é um dos maiores atos de carinho. Por aqui, essa lenda não é tão difundida, mas a intenção é a mesma. Presentear alguém é desejar que ela tenha boa sorte e prosperidade. Então, por que não dar justamente um símbolo desses votos a quem você ama?

Muito além de um item de decoração

A popularização do amigurumi, além da questão da difusão da cultura japonesa pelo mundo, também pode ser diretamente associado à utilização desses itens nas UTIs neonatais. Sim, exatamente isso: com os recém-nascidos prematuros.

Uma equipe dinamarquesa, em meados dos anos 2013, produziu algumas dezenas de amigurumis em formato de polvo. Os oito tentáculos, quentinhos e macios, serviam como uma reprodução do cordão umbilical das mães. Esses polvos foram colocados nas incubadoras, onde se notou uma melhora significativa para os pequenos bebês, que se adaptaram ao formato do amigurumi.

Obviamente que esses itens, em específico, foram produzidos com materiais 100% esterilizáveis, de modo a não influenciar negativamente na saúde dos prematuros. No entanto, essa ação foi difundida para o mundo. Outros países também aderiram à técnica, o que pode, também, ter sido um fator de contribuição para a popularidade dos amigurumis.

Além do fato de serem lindos, não é?

Todo mundo pode fazer amigurumi?

De acordo com o que já dissemos, para a criação de um amigurumi, é necessário a união das técnicas do feltro com o crochê ou tricô. Isso significa que quem não sabe, não vai conseguir fazer? Longe disso!

A verdade é que todo trabalho, principalmente os manuais ou artesanais, exigem prática. É natural que o seu primeiro amigurumi não saia totalmente perfeito, com os pontos retinhos e com o enchimento o deixando fofo e redondinho. No entanto, vamos reforçar: a prática leva à perfeição!

Aprender os pontos do crochê que são mais utilizados para a fabricação de amigurumis é fácil. Ajudaremos você com um passo a passo simples, mas também é possível aprimorar a técnica assistindo vídeos na internet e fazendo cursos online.

Não desista! O mais importante é que você vá treinando a cada novo amigurumi que criar. Os gráficos também estão disponíveis na internet, de modo gratuito e com uma infinidade de opções. Sendo assim, para responder à pergunta que abre esse tópico, todo mundo pode fazer amigurumi. Basta ter dedicação e paciência.

Como decorar a casa usando amigurumi?

O amigurumi é democrático. Já falamos algumas vezes sobre como eles agradam as crianças e os adultos, e isso não é apenas uma força de expressão. Realmente, eles ganharam o coração dos brasileiros – e de muitos outros pelo mundo – e estão cada vez mais presentes nas casas.

No entanto, o seu design mais delicado e fofo é mais atribuído ao público infantil. Por isso, é mais comum ver o amigurumi relacionado a decorações dos quartos de crianças. Além disso, a grande quantidade de personagens que podem ser criados, aumenta as possibilidades de se criar um projeto decorativo totalmente baseado nos amigurumis.

Mas, não podemos esquecer dos adultos! Muita gente aprecia a cultura japonesa e, por isso, gosta de ter amigurumis em casa, ainda mais com todo o misticismo que o envolve. Porém, mesmo os adultos que não são consumidores de itens japoneses acabam se rendendo à beleza e à fofura dos amigurumis, os utilizando simplesmente pelo acabamento estético.

Vale tudo!

Como fazer amigurumi?

Veja quais são os materiais que você irá precisar para começar a fazer amigurumis.

Linha

Para os iniciantes, as linhas mais grossas são as mais indicadas. Isso porque, é possível visualizar os pontos do crochê com mais exatidão. Conforme a prática se instalar, você pode variar na espessura da linha. O principal é que você escolha linhas que são 100% algodão.

Agulha

A escolha da agulha ideal é muito relativa. Afinal, para cada espessura de linha é indicado um tamanho específico de agulha. No entanto, o principal fator que você deve considerar, é o conforto. Experimente as agulhas e veja qual delas mais se adapta ao seu movimento.

Enchimento

O enchimento do amigurumi é o que vai ajudar a criar o formato do personagem escolhido. O mais utilizado é a fibra siliconada, que além de ter um preço bem em conta, também ajuda a deixar o bichinho mais fofo ao toque. Você também pode usar pedaços de lã e linha que sobram como enchimento. Sem desperdício!

Detalhes

Os detalhes são os olhinhos, nariz, pérolas, bolinhas, entre outras partes de animais ou frutas que fazem parte da composição dos personagens reproduzidos no amigurumi. Você encontra essas peças em casas de artesanato, com preços muito baixos. Utilize cola de artesanato para fixa-las nas peças.

Passo a passo: vamos fazer uma bolinha de amigurumi!

Antes de começarmos o passo a passo da criação de um amigurumi, vamos falar um pouquinho sobre o crochê. O principal ponto que você utilizará, é a famosa correntinha. Não é nem um pouco difícil fazê-la, mas, como já dissemos, quanto maior a sua prática, melhores ficarão os seus pontos.

Veja só:

1 – O primeiro passo é criar o início da correntinha. Estique a linha e faça uma volta, como na foto.

2 – Enfie o polegar e o indicador na voltinha que você fez e puxe a linha. Você criará um nó, que será o início da corrente.

3 – Essa “argola” criada, será o seu ponto inicial. Coloque a agulha dentro dela e puxe a linha que está solta, de modo que a argola vá diminuindo de tamanho, até que esteja rente à agulha.

4 – Essa “argola” criada, será o seu ponto inicial. Coloque a agulha dentro dela e puxe a linha que está solta, de modo que a argola vá diminuindo de tamanho, até que esteja rente à agulha.

5 – Com a agulha encaixada na argola de linha, passe-a por baixo da linha e dê uma laçada. Com a ponta da agulha, você deve puxar a linha por dentro da argola.

6 – Repita esse processo. Quanto mais laçadas você der, maior ficará a sua correntinha. Não se preocupe em fazer os pontos idênticos logo no começo. Como dito, quanto mais praticar, mais fácil será.

Amigurumi de bolinha: fácil para iniciantes!

1 – Inicie com um círculo mágico. O círculo mágico nada mais é que um círculo feito com a linha, onde você não dará nenhum nó. Apenas faça o círculo com a linha.

2 – Faça 7 pontos baixo em volta do círculo.

3- Puxe a linha do círculo mágico, arrematando a base e a fechando.

4 – Junte o último ponto baixo ao primeiro, fazendo um ponto baixíssimo.

5 – A base ficará assim:

6- Faça uma nova carreira de ponto baixo, unindo à carreira principal. Sempre encerre unindo o primeiro e o último ponto com um ponto baixíssimo.

IMPORTANTE! Para cada carreira, é necessário fazer um “aumento”: faça um ponto baixo extra na primeira carreira, dois na segunda, três na terceira… e assim sucessivamente.

7 – Repita o processo até ter 7 carreiras.

8 – Vamos montar o “corpo” da bolinha! Faça as carreiras normalmente, com ponto baixo e SEM AUMENTO. Assim, ele vai se emoldurando. Faça 10 carreiras.

9 – Agora, vamos fazer o processo reverso. Sua bolinha está se moldando e agora é preciso fazer o topo. Portanto, vamos “diminuir”. Funciona assim: comece a carreira normalmente. Faça o primeiro ponto baixo, depois o segundo e, no terceiro, você pula.

10 – Diminua até que a abertura seja essa:

11 – Coloque o enchimento pela abertura.

12 – Finalize com o crochê e decore com olhinhos.

Onde eu posso vender as peças de amigurumi?

modelo de amigurumi

O amigurumi está se tornando extremamente popular. A delicadeza presente em cada uma das peças permite que ele caia no gosto de crianças e adultos. Por isso, é possível vender amigurumi em uma série de lugares.

Já pensou em formalizar esse negócio e garantir uma renda trabalhando com itens de decoração? Você pode iniciar suas vendas através do boca-a-boca, ou, quem sabe, usando as redes sociais, que se tornaram uma excelente alternativa para as vendas.

Também é possível criar um site específico de comércio online, o chamado e-commerce, através de plataformas gratuitas. Neles, você consegue ter um alcance muito maior, inclusive revendendo para outros estados e – quem sabe – outros países. Não se esqueça dos marketplaces, como o Mercado Livre, onde você também pode oferecer as suas criações.

Por último, pesquise sobre feiras de artesanato. Elas são comuns nas cidades e, geralmente, tem um baixo custo para quem deseja expor as suas peças. Com certeza o amigurumi fará bastante sucesso entre os frequentadores desses locais.

Presenteie seus amigos com peças de amigurumi

fazendo corretamente

Não vá achando que o amigurumi é algo que agrada apenas as crianças. Ao contrário! Mesmo que o seu caráter seja mais delicado e que remeta ao infantil, muitos adultos se apaixonam pelo design criativo e fofo dos amigurumis. No entanto, você não precisa se especializar nos temas infantis, podendo variar nos modelos e, com isso, agradar nichos específicos.

Por exemplo, muitos adultos gostam de filmes de herói, não é verdade? Então, o que acha de fabricar um lindo amigurumi do Capitão América ou do Homem de Ferro? Molde é o que não falta e com uma pesquisa rápida você encontra uma infinidade de opções.

O que estamos querendo revalidar aqui, é que o amigurumi não precisa, necessariamente, ser utilizado apenas como decoração infantil. Por mais que o seu design remeta a isso, ele é, acima de tudo, uma peça delicada. Por isso, agradará a todos que gostam desse tipo de peça decorativa.

Presentear com amigurumi, além de ser um ato gentil – e que traz sorte, conforme dizem as lendas japonesas – também é diferenciado. Com certeza o seu presente será lembrado por muitos anos, a cada vez que verem a peça de decoração.


Nós deixei saber se você aprendeu como fazer amigurumi! Caso tenha dúvida entre em contato conosco e confira os nosso outros posts!


COMO FAZER CROCHÊ

CURSO DE DESENHO

COMO DESENHAR